Mom's Life - 6 meses de ti

/
2 Comments
Hello,

Eu sei que é clichet maaaas... como o tempo voa! 6 meses deste pequerrucho lindo e maravilhoso por quem me apaixonei ainda era um feijãozinho pequenino dentro da minha barriga.

(aqui já um pouco maior que o um feijãozinho, mais tipo moranguinho)

Tentando resumir os 6 meses, acho que devem ser divididos em duas partes: até aos 3 meses e depois dos 3 meses. Como é lógico, nenhum bebé ou mães são iguais, por isso a minha experiência vale o que vale...

Até aos 3 meses:

Um misto de emoções: um amor avassalador, fadiga (sim, que fadiga é diferente de cansaço), uma vontade incontrolável de chorar só porque sim ou rir só porque sim também, algum receio e ao mesmo tempo uma confiança de que tudo vai correr bem. Para mim os primeiros 3 meses foram os mais complicados até agora. A adaptação à vida com o Alexandre, as mamadas, as cagadas (como ficava e ainda fico feliz quando ele faz um grande cocó mesmo que suje a roupa toda), a privação de sono, a pouca intimidade do casal, as malvadas das cólicas... tanta coisa muda! Acho que o pior de tudo foi a privação de sono, porque levava a que estivesse sempre "on edge", pouco tolerante e vivesse tudo mais intensamente. Mas ainda assim não trocava por nada... já tenho saudades de como ele adormecia encostado ao meu peito e sorria. De o ver pequenino nos braços do pai. De o ver crescer semana a semana.

(o primeiro passeio do Alexandre pela Arrábida)

Depois dos 3 meses:

A verdade é que acho que o ponto de viragem foi o cessar das cólicas do Alexandre e voltar a vê-lo fazer boas cagadelas na fralda e várias vezes ao dia (como deve dar pra perceber, o padrão intestinal do meu filho é muito importante para mim :P). Deixou de estar em sofrimento e passou a estar quase sempre feliz e brincalhão. Apenas alguma birra do sono. Aos 4 meses já dormia cerca de 5 horas seguidas e por consequência, também eu. Notei que a partir do momento que voltei a ter um padrão de sono um pouco melhor que estava muito mais tolerante, energética e ainda mais disponível para o Alexandre e para o Paulo. Claro que depois surgem os picos de crescimento, que aniquilam quase que por completo este de ritmo de sono saudável, e ainda, as malvadas das cólicas decidem espreitar de novo... mas agora algo parece diferente. É mais fácil porque já o conheço melhor, já sei como acalmá-lo a maioria das vezes. Ele já brinca, já agarra em objectos e tudo é alvo de apreciação bocal ("meaning", vai tudo para a boca). Palra e reclama e sorri e dá gargalhadas em loop, lindo de se ver e ouvir. Está sempre a dar aos pés e parece que procura sempre as minhas coxas para o fazer. E agora já não há só mama na vida dele mas também sopa e fruta, experiência que irei relatar brevemente!

Há dias menos bons e há outros fabulosos. A intimidade do casal transforma-se mas existe na mesma. Mas atenção às mudanças de humor que podem ser ingratas para os companheiros (obrigado fofinho pela paciência caso te lembres de vir ver o blog)... para mim são piores após o parto que durante a gravidez, mas lá está, não somos todas iguais. Mas ajuda falar sobre o assunto e não guardar rancores. Também ajuda não ficarem fechados em casa. Continuamos a visitar o nosso "Cheers" mas na hora do lanche... bar só para nós (para não fumadores claro), ambiente tranquilo e donos super simpáticos que adoram o Alexandre. E de vez em quando uma escapadinha rápida a 2 também é bom e os avós agradecem.

(1ª ida ao cinema para ver o Star Wars antes que saísse das salas)

Acho que não mudava nada até agora, mesmo o menos bom, porque tudo culmina neste momento em que estou a escrever sobre o que tem sido a minha vida com este ser lindo, enquanto o vejo serenamente a dormir. E o pai presente aqui ao lado, a tratar de coisas para a mãe (capa para o telemóvel)... sempre achei meio pimba a cena de os pais se referirem à respectiva cara metade como "mãe" ou "pai", mas vá, sou brega porque agora tou sempre a fazer isso! Mas sou uma brega feliz a maior parte do tempo :)

Kiss kiss,
Catarina R.


You may also like

2 comentários:

  1. tão mas tão bom. li este texto todo a sorrir. desejo mesmo de coração as maiores felicidades para vocês. :)
    xoxo
    http://myheartaintabrain.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Que lindos :)
    Muitas felicidades minha querida***

    ResponderEliminar